Carregando... Carregando...
 
Busca Simples

> busca avançada

Metodologias

A metodologia é variável em função da atividade do projeto. O trabalho de sensibilização dos trabalhadores e sociedade sobre os possíveis impactos da nanotecnologia deverá ocorrer através de palestras em diferentes eventos programados em colaboração de UDs da FUNDACENTRO, instituições parceiras do projeto ou outras que vieram a fazer convites. Também deverão ser apresentados trabalhos em eventos, preparados artigos para revistas e lançadas novas histórias em quadrinhos. Neste ano, para a HQ sobre o setor metalúrgico, deverão continuar a ocorrer reuniões com sindicalistas da área e será tentado dar continuidade a visitas à empresas metalúrgicas que já trabalham com nano. 
Destacamos que para a realização das atividades acima descritas, há necessidade de estudos e pesquisas em diferentes fontes de informação, visitas à empresas, sempre que possível, para poder adquirir dados suficientes para seja dar uma palestra, escrever um artigo ou dar uma entrevista. No caso da elaboração de uma história em quadrinhos o inicio é sempre o estudo dos impactos da nanotecnologia na saúde dos trabalhadores do setor econômico ao qual a HQ vai se dirigir. Em particular no ramo da metalurgia, serão elaboradas duas HQs: uma para a cadeia produtiva da linha branca e outra para o setor automotivo. 
A proposição de medidas de controle se dará de diferentes formas que vão desde os estudos específicos por ramo de atividade como pela participação em fóruns e comitês que buscam estabelecer políticas públicas no tema. Se dará também através da participação em discussões, em 2014 mais especificamente no âmbito do Comitê interministerial de nanotecnologia, que criou um subgrupo de regulação, no tema regulamentação sobre o uso de alguns nanomateriais o que a nosso ver já se constitui em uma medida de controle. Não seria uma medida de controle pontual, tal como um sistema de exaustão, mas uma medida de controle de caráter político regulatório. 
No âmbito do projeto “Nanotecnologias aplicadas aos alimentos e aos biocombustíveis: reconhecendo os elementos essenciais para o desenvolvimento de indicadores de risco e de marcos regulatórios que resguardem a saúde e o ambiente”, que termina em 2014, estão sendo finalizadas pesquisa de mercado para identificar no Brasil produtos na cadeia de alimentos contendo nanomateriais. Esta pesquisa deverá resultar em produção de capítulo de livro que trará os resultados do projeto.
No âmbito do projeto “Nanotoxicologia ocupacional e ambiental: subsídios científicos para estabelecer marcos regulatórios e avaliação de riscos deverá ser elaborado um manual sobre boas práticas no manuseio de nanomateriais. Este manual deverá ter como base a tese de doutorado recentemente defendida pelo Dr. Luis Renato Andrade do CERS.
A guia da OMS vem se desenvolvendo através de múltiplas consultas entre os diferentes participantes. A cada questão levantada são feitos estudos e cada um responde de acordo com sua avaliação.

As perspectivas da proposta são no sentido da identificação de situações de risco à saúde e segurança dos trabalhadores no país, devido à nanotecnologia. Devemos desenvolver recomendações específicas sobre as medidas de controle para prevenção de possíveis danos e de vigilância à saúde dos trabalhadores potencialmente expostos. Espera-se também conseguir contribuir na capacitação dos trabalhadores e em parte da sociedade em geral, que também sofrerá grande impacto, nas discussões sobre estas novas tecnologias. Os conhecimentos produzidos deverão ainda subsidiar regulamentação e outras ações de políticas públicas sobre este tema.

FUNDACENTRO - Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho.
Sede: Rua Capote Valente, Nº 710 - CEP: 05409-002 - SÃO PAULO-SP - BRASIL - CAIXA POSTAL: 11.484 / CEP: 05422-970
Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial sem a permissão da Instituição.