Carregando... Carregando...
 
Busca Simples

> busca avançada

Aplicativo SST fácil traz novos conteúdos e reformulações técnicas

Tela com categorias temáticas

Segurança em laboratórios e transporte de trabalhadores rurais são novos temas abordados

Por ACS/ C.R. em 20/02/2017

O aplicativo SST Fácil, desenvolvido pela Fundacentro, teve a inclusão de novos conteúdos voltados para o transporte de trabalhadores rurais e segurança em laboratórios. Também houve novidades técnicas, que melhoraram a usabilidade do App, o qual pode ser baixado gratuitamente no Google Play e na Apple Store.

O SST Fácil possibilita o aprendizado de conhecimentos em Segurança e Saúde no Trabalho, por meio de perguntas e respostas em consonância com os princípios do ensino dirigido. Já são quase 10 mil usuários e há registros de downloads em países como Argentina, Portugal e China, além de quase todos os estados do Brasil, exceto Roraima.

“O alcance a quase todos os estados leva a Fundacentro onde ela não está fisicamente. Há uma democratização do acesso à informação. Qualquer pessoa com um smartphone pode acessar”, afirma o coordenador do Projeto Difusão de Conteúdos Educativos e Técnico-Científicos em SST em Plataformas Mobile, Cleiton Faria Lima.

“O App está mais robusto e intuitivo, conforme as próprias sugestões dos usuários. Muitas melhorias técnicas foram pedidas por eles. É importante que participem e reportem os eventuais erros”, completa o tecnologista do Serviço de Informática da Fundacentro, Fernando Fernandes.

O aplicativo permite que o usuário tenha acesso a novos conteúdos e modificações, quando ele atualiza o aplicativo no celular. Passando por constante aprimoramento, houve a revisão da tipologia para o design se tornar mais agradável. As lições foram agrupadas por categorias dentro do tema principal, que dão ideia das questões abordadas.

Ocorreu ainda uma redefinição da lógica de pontuação para melhorar a competitividade, a correção de bugs (erros de sistemas) e a criação de novas conquistas virtuais: Top 10 e Topo do Mundo, que demonstram o progresso do usuário no aplicativo.

Outra novidade foi a inserção de novos materiais na biblioteca, que foram lançados este ano pela Fundacentro: a cartilha Motoboy – Empregadores e Contratantes e a HQ Segurança no Transporte de Trabalhadores Rurais.

Segurança em laboratórios

A ideia de inserir esse tema no aplicativo surgiu a partir de um curso de segurança em laboratórios de química ministrado pelos profissionais da Fundacentro: Walter Pedreira, Marcela Ribeiro, Paula Nassar e Fernanda Ventura.

Divididas em tópicos, as perguntas e respostas utilizadas no aplicativo buscaram trazer informações básicas sobre boas práticas de trabalho em laboratórios de química; riscos e danos à saúde; armazenamento de produtos químicos e descarte de resíduos químicos.

“As questões abordaram os riscos químicos relacionados à manipulação, ao armazenamento e ao descarte de uma grande variedade de agentes químicos em decorrência de atividades de ensino ou pesquisa”, explica a técnica do Serviço de Agentes Químicos da Fundacentro, Fernanda Ventura.

O aplicativo apresenta ainda medidas de prevenção e boas práticas, visando à segurança e saúde dos trabalhadores de laboratórios. “Alguns exemplos incluem a manipulação de produtos químicos voláteis em capelas de exaustão; a utilização de EPIs adequados aos produtos manipulados quando as proteções coletivas não forem suficientes para garantir a proteção aos agentes nocivos e a segregação de produtos químicos por compatibilidade química no armazenamento”, aponta Ventura.

Transporte de trabalhadores rurais

Uma demanda do TRT/SC (Tribunal Regional do Trabalho de Santa Catarina) levou a Fundacentro a desenvolver materiais sobre o transporte de trabalhadores rurais. Assim foram criados o conteúdo sobre esse tema no aplicativo, uma história em quadrinhos e uma cartilha para o empregador, que será lançada em breve.

“Todos devem saber que o trabalhador rural tem direito a um transporte seguro e confortável”, explica a engenheira da Fundacentro, Thais Santiago. O transporte deve ser realizado em veículos com assento estofado, encosto, com todas as pessoas sentadas e com cinto de segurança. O motorista deve ser profissional preparado para realizar o transporte, com carteira de habilitação específica.

As ferramentas manuais devem ser levadas em compartimentos separados, evitando acidentes que causem ferimentos nos trabalhadores rurais e no motorista. Os acidentes de trajeto são considerados acidentes de trabalho, e é proibido que trabalhadores rurais peguem carona em máquinas e equipamentos, como tratores, por exemplo, devido a inúmeros acidentes, inclusive fatais.

Entre outras legislações, a NR 31 (Norma Regulamentadora sobre Segurança e Saúde no Trabalho na Agricultura, Pecuária Silvicultura, Exploração Florestal e Aquicultura) traz informações sobre o transporte de trabalhadores rurais, que são abordadas no aplicativo.

Compartilhar:

Recomendar Notícia

Recomendar Notícia

É obrigatório o preenchimento dos campos com *

Dados remetente

Dados destinatario

Máximo de 1500 caracteres. Quantidade de caracteres digitados:

Confirmação dos dados - Recomendar essa Notícia

Dados confirmação
Recomendar para outro destinatário

FUNDACENTRO - Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho.
Sede: Rua Capote Valente, Nº 710 - CEP: 05409-002 - SÃO PAULO-SP - BRASIL - CAIXA POSTAL: 11.484 / CEP: 05422-970
Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial sem a permissão da Instituição.