Carregando... Carregando...
 
Busca Simples

Entrevista com coordenador da Bancada dos Empregadores no CPN

Haruo Ishikawa (Foto: Cristiane Reimberg)

Haruo Ishikawa defende olhar para demandas

Por ACS/ Cristiane Reimberg em 10/04/2017

Qual a expectativa que você tem para essa condução do CPN nos próximos dois anos?

Haruo Ishikawa: Fiquei muito feliz com a indicação do Mauricio, porque já fui coordenador do CPN e foi muito bom que a Fundacentro assumiu. Valorizo muito o estudo, e o Mauricio é uma pessoa muito centrada na parte da Academia. Ele colocou algumas diretrizes nessa primeira reunião e realmente qualquer resultado que saia de uma reunião nossa é consenso. Esse é o papel das três bancadas. Estou muito confiante pelo nível do pessoal da Fundacentro, a equipe é muito boa, e o Mauricio entra como luva para nós. Estou confiante que vamos dar uma guinada na condução dessa NR.

A outra questão é justamente sobre a NR 18, que teve todo um processo de discussão e paralização. Agora quais são as perspectivas da reformulação sair?

Haruo Ishikawa: Quando a gente queria fazer uma revisão geral da NR 18, o próprio governo errou, porque o projeto como um todo era muito grande para ser aprovado em consenso. Então o próprio governo deu uma recuada. Na reunião do CPN, o Mauricio falou em valorizar as Comissões Permanentes Regionais. Existem as atribuições dos CPRs e do CPN, e esse trabalho regional tem que ser valorizado porque é realmente lá que acontecem as coisas. Agora vamos começar a cuidar de algumas coisas importantes. Não podemos nos esquecer das demandas. Hoje há uma demanda de como fazer a manutenção das pás das usinas eólicas, como fazer a plataforma com segurança para atender o setor de usinas eólicas. Temos que atender a questão da serra circular. Temos que pegar esses assuntos, debater para ir melhorando. Não adianta pegar muita coisa e não aprovar nada. Essa é minha visão hoje.

Vocês discutiram na reunião do CPN sobre fazer uma norma mais enxuta e valorizar as NBRs para assuntos específicos. Como você vê essas questões?

Haruo Ishikawa: Eu acho que a norma tem que ser enxuta. As NBRs também têm alterações. A discussão tem que ser como amarrar essas coisas. Temos que discutir mais para ter um consenso sobre a melhor forma de conduzir. Amarrar muito a NR 18 às NBRs, temos que ter cuidado neste sentido. Fazer um estudo. Ouvir as opiniões e chegar a um consenso. A norma tem que ser aprovada, regulamentada e valorizar o trabalho do Comitê Tripartite. Por isso estou aí há muitos anos, e nossa bancada está repleta. Queremos melhorar bastante.

Compartilhar:

Recomendar Notícia

Recomendar Notícia

É obrigatório o preenchimento dos campos com *

Dados remetente

Dados destinatario

Máximo de 1500 caracteres. Quantidade de caracteres digitados:

Confirmação dos dados - Recomendar essa Notícia

Dados confirmação
Recomendar para outro destinatário

FUNDACENTRO - Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho.
Sede: Rua Capote Valente, Nº 710 - CEP: 05409-002 - SÃO PAULO-SP - BRASIL - CAIXA POSTAL: 11.484 / CEP: 05422-970
Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial sem a permissão da Instituição.