Carregando... Carregando...
 
Busca Simples

> busca avançada

Fundacentro/Santos e sindicatos se reúnem para discutir as atividades para o Observatório de Cipa

Fundacentro de Santos e sindicatos se reúnem para discutir as atividades para o Observatório de Cipa

Grupo tem realizado encontros para pontuar as atividades que poderão compor o II Seminário do Observatório de Comissão Interna de Prevenção de Acidentes da Baixada Santista

Por ACS/Débora Maria Santos em 12/04/2017

No dia 05 de maio, a Fundacentro de Santos e sindicatos de diversas categorias se reúnem para discutir e organizar o II Seminário do Observatório de Comissão Interna de Prevenção de Acidentes da Baixada Santista, o qual está previsto para ser realizado em junho deste ano. Quando o folder com a programação do evento estiver pronto, a Assessoria de Comunicação Social (ACS) da Fundacentro informará no Portal Institucional.

O Observatório de Cipa está inserido em um projeto que é coordenado pelo engenheiro e chefe da Fundacentro de Santos, Josué Amador Silva, pela analista de ciência e tecnologia, Tarsila Baptista Ponce e pelos tecnologistas Juliana Andrade Oliveira e Leonidas Pandaggis, ambos da Fundacentro de São Paulo. Como parte do projeto, a segunda reunião para tratar das atividades que serão desenvolvidas no II Seminário ocorreu no dia 30 de março, no auditório do Sindicato dos Empregados no Comércio da Baixada Santista (Sincomerciários) de Santos e Região.

Entre o público presente estavam as direções de sindicatos da região, como o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Santos (Sintracomos); Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (Seesp); Sindicato dos Operários Portuários (Sintraport); Sindicato dos Trabalhadores Administrativos em Capatazia Serviços Portuários do Estado de São Paulo (Sindaport); Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Minérios, Derivados de Petróleo e Combustíveis de Santos e Região (Sindminerios).

Além desses, o Sindicato dos Empregados em Edifícios de Santos e Cubatão (Sindedif); Siemaco; Sindicato da Estiva; Sindicato dos Metalúrgicos; Sindicato dos Empregados no Comércio de Santos (Sincomerciários) e Sindicato dos Vigias Portuários, Urbanitários e estudantes da área. De acordo com os coordenadores, os sindicatos manifestaram a expectativa de aprender e aprofundarem-se nas questões de saúde e segurança no trabalho das suas respectivas categorias profissionais.

O engenheiro Josué abordou o processo histórico da construção do Observatório de Cipa na Baixada Santista que teve a sua discussão iniciada em 2014, já a socióloga Juliana Andrade apresentou os questionários de pesquisa e explicou a necessidade de atualizar os dados em 2017, juntamente com o Grupo participante de 2015. O engenheiro Leonidas ressaltou, em sua fala, a importância do Observatório de Cipa para a direção sindical e categoria. “O papel dos sindicatos nesta ação deve unificar experiências e esforços para melhor desempenho dos cipeiros no desenvolvimento das atuações de Segurança e Saúde no Trabalho (SST)”, explana Pandaggis.

O engenheiro Josué informa que o projeto Observatório de Cipa, para a Fundacentro da Baixada Santista, é um produto de trabalho essencial que tem como finalidade proporcionar o diálogo com os trabalhadores de diversas categorias. “Esse projeto também é realizado juntamente com o Centro Técnico Nacional (CTN), e os tecnologistas Juliana Andrade e Leonidas Pandaggis contribuem na formação e nas discussões sobre o Observatório. Saliento que a participação de diversos sindicatos e trabalhadores nessa última reunião foi fundamental para a continuação desta ação e saímos com o compromisso de realizar mais um encontro antes do II Seminário do Observatório de Cipa da Baixada Santista”, discorre Amador.

O chefe da Fundacentro de Santos ressalta ainda que os sindicatos que participarão do II Seminário previsto para ocorrer antes do mês de agosto, terão a oportunidade de informar as experiências e as dificuldades com a implantação de Cipa no local de trabalho. Além disso, os sindicatos que participarão pela primeira vez também poderão acompanhar as apresentações e discussões sobre o tema e, com isso, refletir como implantarão uma Comissão Interna de Prevenção de Acidente (Cipa) no ambiente laboral. Sobretudo, nos ambientes que não existem um departamento de saúde ou de segurança.

“A ideia é que possamos construir futuramente e com apoio dos sindicatos de diversas categorias, uma base de dados com informações de segurança, acidentes e doenças relacionados ao trabalho”, frisa Josué.

O primeiro encontro foi realizado no dia 06 de fevereiro e neste dia foi possível avaliar as ações de 2016, bem como discutir as ações dos projetos do ano seguinte.

Matérias correlatas

Sindicatos apresentam a realidade das CIPA´s em Observatório coordenado pela Fundacentro

Em sua terceira edição, o I Ciclo de Palestras da Baixada Santista abordou o tema sobre CIPA

Fundacentro debate a criação de um observatório de CIPA na Baixada Santista

Compartilhar:

Recomendar Notícia

Recomendar Notícia

É obrigatório o preenchimento dos campos com *

Dados remetente

Dados destinatario

Máximo de 1500 caracteres. Quantidade de caracteres digitados:

Confirmação dos dados - Recomendar essa Notícia

Dados confirmação
Recomendar para outro destinatário

FUNDACENTRO - Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho.
Sede: Rua Capote Valente, Nº 710 - CEP: 05409-002 - SÃO PAULO-SP - BRASIL - CAIXA POSTAL: 11.484 / CEP: 05422-970
Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial sem a permissão da Instituição.