Carregando... Carregando...
 
Busca Simples

Fenatest formaliza pedido de grade curricular unificada para o curso de TST

Representantes da Fenatest, Sintesp e Fundacentro

Grade unificada será para o curso de Técnico de Segurança do Trabalho

Por ACS/ Alexandra Rinaldi em 13/09/2017

A Federação Nacional dos Técnicos de Segurança do Trabalho (Fenatest) formalizou pedido, por meio de ofício enviado à Fundacentro, para que a entidade estabeleça uma grade curricular unificada para o curso de Técnico de Segurança do Trabalho.

Em reunião realizada na Presidência da Fundacentro em 5 de setembro com a participação de Leonice da Paz (Presidente); Robson Spinelli Gomes (diretor Técnico); Sonia Maria José Bombardi (Chefe da Coordenação de Educação); Maradona (assessor da Presidência); Armando Augusto (Presidente da Fenatest) e Marquinhos (Presidente do Sintesp), foram colocadas pelas entidades algumas questões referentes à condução da grade curricular e parcerias a serem estabelecidas entre as instituições.

A Federação se baseia em alguns pontos considerados importantes para a formação do TST que incluem conhecimentos práticos, teóricos e humanos, e dessa forma consolidar as atividades desempenhadas por esses profissionais. Além disso, o documento destaca que a grade curricular, sem estrutura mínima de disciplinas e técnicas de ensino necessárias, acaba por promover formação de má qualidade.

De acordo com dados de 2017 fornecidos pela Fenatest, atualmente existem cerca de 430 mil Técnicos de Segurança do Trabalho formados no Brasil, dos quais 85 mil estão assegurados pela CLT, e de 15 a 25 mil atuam como profissionais autônomos, ou de forma indireta.

Para os representantes da Fenatest e Sintesp, a Fundacentro sempre foi referência em SST, tanto pela formação de seus profissionais quanto pelos laboratórios da entidade. “Pretendemos discutir com os especialistas da área da Educação da Fundacentro, um desenho curricular que leve em consideração a Portaria 3.275/89 que define as atividades do Técnico de Segurança do Trabalho”, reforçaram Armando e Marcos.

Um outro ponto de discussão durante a reunião foi colocada pelo Presidente da Federação e que se refere ao Projeto de Lei 6179-2009 criado pelo deputado do PSDB, Bonifacio Andrada que institui o Bacharelado em Segurança e Saúde no Trabalho. “Esse projeto poderá gerar conflitos de competências e de funções entre engenheiros e técnicos, não sendo necessária a criação de uma terceira função que substitua as já existentes”, defende Armando.

Compartilhar:

Recomendar Notícia

Recomendar Notícia

É obrigatório o preenchimento dos campos com *

Dados remetente

Dados destinatario

Máximo de 1500 caracteres. Quantidade de caracteres digitados:

Confirmação dos dados - Recomendar essa Notícia

Dados confirmação
Recomendar para outro destinatário

FUNDACENTRO - Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho.
Sede: Rua Capote Valente, Nº 710 - CEP: 05409-002 - SÃO PAULO-SP - BRASIL - CAIXA POSTAL: 11.484 / CEP: 05422-970
Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial sem a permissão da Instituição.